20/02/09

Incrível e verdadeiro!

Fiquei de boca aberta! Mas os links mostram a verdade dos factos! Será possível continuarmos todos a assistir impávidos e serenos? Esta é a transcrição completa do email que recebi hoje.

Portugal, País de grandes tradições e brandos costumes... pelo menos é o que muitos pensam ser verdade... até abrirem os olhos.

Para quem não é de cá, ou não sabe o que são os "ajustes directos", eu explico. Como gastar o dinheiro público é uma coisa que deve ser feita com muita responsabilidade, a maior parte dos fornecedores das entidades públicas é seleccionada por concurso público, onde vários fornecedores apresentam a sua melhor proposta, sendo depois escolhida a "melhor" em função de vários critérios (preço mais barato, serviços apresentados, etc.)

No entanto, como se imagina, isto é impraticável de ser feito para tudo o que uma câmara municipal, faculdade, universidade, etc. tenha que comprar. E portanto, há coisas que são compradas directamente, a quem eles muito bem entenderem... e aparentemente, ao preço que muito bem lhes apetecer!

E finalmente, graças ao portal da transparência, podemos ver finalmente onde e como esse dinheiro é gasto.

Agora, expliquem-me, porque eu devo estar a ver mal, como é que se justifica:

1) gastar mais de 10.000,00 euros num GPS para um instituto público como o ISEP - quando nos dizem que não há dinheiro para baixar as propinas aos alunos.


2) Aquisição de:1 armário persiana; 2 mesas de computador; 3 cadeiras c/rodízios, braços e costas altas - pela módica quantia de 97.560,00 EUROS(!!!)


3) Em Vale de Cambra, vai-se mais longe... e se pensam que o Ferrari do Cristiano Ronaldo é caro, esperem para ver quanto custa um autocarro de 16 lugares para as crianças: 2.922.000,00 €
É isso mesmo: quase 3 milhões de euros???


4) No Alentejo, as reparações de fotocopiadoras também não ficam baratas:
Reparação de 2 Fotocopiadores WorkCentre Pró 412 e Fotocopiador WorkCentre PE 16 do Centro de Saúde de Portel: 45.144,00 €


5) Ao menos em Alcobaça, a felicidade e alegria as crianças fala mais alto: 8.849,60€ para a Concentra em brinquedos para os filhos dos funcionários da câmara!
Crianças... se não receberam uma Nintendo Wii no Natal, reclamem ao Pai Natal, porque alguém vos atrofiou o esquema!


6) Mas voltemos ao Alentejo, onde - por uns meros 375.600,00 Euros se podem adquirir: "14 módulos de 3 cadeiras em viga e 10 módulos de 2 cadeiras em viga"

Ora... 14x3 + 10x2 = 62 cadeiras... a 375.600,00 euros dá um custo de...6.058,00 Euros por cadeira!
Mas, pensando bem, num país onde quem precisa de ir a um hospital passa mais tempo sentado à espera do que a ser atendido - talvez justifique investir estes montantes no conforto dos utentes...


7) Em Ílhavo, a informática também está cara, 3 computadores e mais uns acessórios custam 380.666,00 €
Sem dúvida, uns supercomputadores para a Câmara Municipal conseguir descobrir onde andam a estourar o orçamento.


8) Falando em informática, se se interrogam sobre o facto da Microsoft ser tão amiga do nosso País, e de como o Bill Gates é/era o homem mais rico do mundo... é fácil quando se olham para as contas: Renovação do licenciamento do software Microsoft: 14.360.063,00 €
Já diz o ditado popular: Dezena de milhão a dezena de milhão, enche a Microsoft o papo!
(Já agora, isto dava para quantas reformas de pessoas que trabalharam uma vida inteira?)


9) Mas, para acabar em pleno, cagar na capital fica caro meus amigos! A Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa gastou 5.806,08 € em 9072 rolos de papel higiénico!
Ora, uma pesquisa rápida pela net revelou-me que no Jumbo facilmente encontro rolos de papel higiénico (de folha dupla, pois claro! - pois não queremos tratar indignamente os rabos dos nossos futuros doutores) por cerca de 0,16 Euros a unidade...
Mas na Faculdade de Letras, aparentemente isso não é suficiente, e o melhor que conseguiram foi um preço de 0,64 Euros a unidade!
É "apenas" quatro vezes mais do que qualquer consumidor consegue comprar - e sem sequer pensarmos no factor de "descontos" para tais quantidades industriais.


Num País minimamente decente, eu deveria poder exigir que me devolvessem o valor pago em excesso, não?
Mandava o link para a Faculdade de Letras de Lisboa, e exigia que me devolvessem os 4.000 e tal euros pagos a mais. (Se comprassem no Jumbo, teriam pago apenas 1.451 euros pelo mesmo número de rolos de papel higiénico.)


Ó MEUS AMIGOS.... como é que é possível justificarem estas situações?
Que, como se pode imaginar, não são as únicas. Se continuasse a pesquisar nunca mais parava - como por exemplo, os mais de 650 mil euros gastos em vinho tinto e branco em Loures. Leitores de Loures, não têm por aí nada onde estes 650 mil euros fossem melhor empregues???


É preciso ser doutor, ou engenheiro, ou ministro, ou criar uma comissão de inquérito, para perceber como o dinheiro dos nossos impostos anda a ser desperdiçado?
Isto até me deixa doente... é mesmo deitar o dinheiro pela retrete abaixo (literalmente, no caso da Faculdade de Letras de Lisboa!)


Querem mais? Divirtam-se no portal da transparência!

Sugestões de pesquisa: viagens, viaturas, Natal...



Outros candidatos a roubalheira do ano:


"Projecto tempus - viagem aérea Faro / Zagreb e regresso a Faro para 1 pessoa no período de 3 a 6 de Dezembro de 2008" - 33.745,00 euros.

"Aluguer de iluminação natalícia para arruamentos na cidade de estremoz" - 1.915.000,00 euros

"Aluguer de tenda para inauguração do Museu do Castelo de Sines" - 1.236.500,00 euros

"6 kit de mala piaggio Fly para as motorizadas do sector de águas" - 106.596,00 euros
(por este valor compravam 6 automóveis, todos equipados, e ainda sobrava dinheiro!)

O misterioso caso do "Router de 400 euros comprado por 35.000,00 Euros"

6 comentários:

BARCO À DERIVA disse...

BARCO À DERIVA
Perante tudo o que pude lêr só tenho duas perguntas a fazer.
Como é que sendo tão fácil chegar à conclusão que, em quase tudo que são instituições publicas, o desvio para não dizer roubo é tão (transparente) porque é que o tribunal de contas não toma as medidas necessárias. Será que o tribunal de contas também come na mesma gamela ? A ser tudo verdade, leva-me a concluir que sim. Que saudades eu tenho da minha alegre casinha (a minha alegria acabou em 1974) tão modesta como eu.

Cansado mas não derrotado disse...

Não sei se é cansaço o que vejo quando olho na cara deste povo. São 35 anos de "roubos" desculpem enganei-me queria dizer sim democracia. Grande maioria dos nossos politicos são corruptos e mentirosos. O nosso país é invadido por toda a escumalha. A violencia aumentou o crime é o que se vê no dia a dia. Se vc for Português vc é preso (se não for politico ou um bom amigo destes). Nos tribunais ganha quem tem dinheiro o pobre f...-.. Melhor é mesmo não ser português pq se vc fz alguma vai esperar a sentença em liberdade (entendeu não é? Dá sempre para vc fugir). Vamos emtupir o email destes politicos. Exigir medidas. Vamos mostrar a nossa revolta. Pedir os nosso direitos. Vamos para uma praça publica como se faz em Londres e vamos debater tudo o que nos atormenta. Vamos fz noticia. Vamos denunciar à comissão europeia o que acontece por aqui.

Maria disse...

Não sinto que a alegria tenha desaparecido em 1974,como diz o barco à deriva. Mas é verdade que não temos sabido aproveitar a liberdade que tivemos e continuamos a deixar tudo correr, queixando-nos em casa e com os amigos, sem tentarmos fazer alguma coisa para mudar. Também vivi o 25 de Abril e, o que me dói, é que a nossa geração tenha permitido que os únicos valores que crescem desde então, sejam os do materialismo e ganância. Onde está a vontade que tínhamos então, de mudar o mundo?

BARCO À DERIVA disse...

Não, não vamos ser tão gananciosos. Basta nós mudarmos Portugal. A nossa casa precisa de arrumação depois se pudermos poderemos ensinar ou tentar ensinar os outros que eventualmente precisem. Desde 1974 que todos os nossos valores se perderam. Os da Familia o do nosso orgulho de ser Português. . Os jovens deixaram de respeitar toda a sociadade começando por casa e acabando nas ruas onde até os idosos sofrem agressões verbais e fisicas. Os professores que são o 2º elo (pq o 1º deveria ser em casa) para uma boa educação não são mais respeitados e ainda são f...... por alguns politicos.Esquecem-se talvez que foram esses mesmos professores que os ensinaram a ler mas como maus alunos que foram hoje querem que toda a sociadade seja igual a eles deturpadores, demagogos, corruptos, enfim se fosse continuar não iria caber aqui tudo o que possa defenir essa gente.

Maria disse...

Concordo com quase tudo, menos que tenha sido o 25 de Abril o culpado da situação. O que se assiste em Portugal, assiste-se também no resto da Europa. Por acaso vivo em França desde à meia dúzia de anos e aqui, a situação é ainda mais grave que em Portugal. Grande parte da culpa é, sem dúvida, da política que os franceses tiveram, anos a fio, em que marginalizaram para autênticos guetos, os emigrantes, principalmente os árabes. Mas nas escolas os problemas são tanto ou mais que em Portugal. Na Rússia, vemos as máfias a dominar.. será que não há uma maquinação universal? O que foi o 11 de Setembro? Não foi o tentar dominar a população inteira através do terror? e pelo que se vai sabendo, não foram terroristas árabes, mas o poder organizado da administração Bush.. Há muita coisa muito indefinida.. como por exemplo o grupo Bilderberg. Vou pôr um link para o livro, se alguém estiver interessado.

Luiz alvaro disse...

Saber agora como a grana nossa está sendo gasto e investido, é essencial para podermos cobrar nossos direitos. Ótimo release!